19º dia - Aomori e Hakodate: Explorando o Norte do Japão


Olá!!
Continuando com o meu diário de viagem, este é o nosso último dia de explorar as regiões do Japão, porque a partir do próximo será só Tokyo! Nesse último dia nós passeamos um pouco pela cidade de Aomori, onde passamos a noite anterior e depois fomos para a cidade de Hakodate na ilha mais ao norte do Japão, Hokkaido.

28 de Dezembro de 2016, Quarta-feira

Tsugaru Kaikyou Fuyu Geshiki

Esse é o título de uma música enka muito muito famosa no Japão (trarei a tradução dela em breve) e significa "Paisagem de Inverno do Estreito de Tsugaru". Um dos motivos para termos escolhido visitar a cidade de Aomori foi para, aproveitando que era inverno, ver essa tal paisagem, visível da baía de Aomori. Mas antes disso, precisávamos tomar nosso café da manhã. Saímos do hotel e já não estava mais nevando, mas estava tudo coberto de neve, então tínhamos que caminhar bem devagar, principalmente onde já estava derretendo, para não escorregarmos.


Ruas cobertas de neve
Ruas cobertas de neve
Carros cobertos de neve

Pouco tempo depois, chegamos no mercado de peixes Furukawa, onde era possível comprar uma cartela com tickets e trocar nas barraquinhas por arroz e sushis fresquinhos. Cada um de nós pegou uma cartela com 5 tickets. O prato do meu irmão ficou bem variado, com arroz, vários tipos de peixes e até omelete, mas eu me empolguei com um pedaço de salmão que valia 3 tickets, então além dele só deu pra pegar arroz e camarão. O camarão cru eu não gostei muito, mas o salmão valeu à pena, estava muito bom.

Mercado de peixes Furukawa
Mercado de peixes Furukawa
Nosso café da manhã
  
Saímos do mercado e fomos em direção à baía de Aomori para ver a "paisagem de inverno do Estreito de Tsugaru". No caminho passamos por algumas fruteiras porque queríamos provar as famosas maçãs de Aomori, que é uma das cidades que mais produz a fruta no país. Um vendedor muito simpático nos convidou a comprar suas maçãs e quando nós paramos para olhar, ele até cortou uns pedaços para nós provarmos. Era bem docinha e suculenta, muito boa mesmo! Cada um de nós comprou uma.

Caminho para a baía de Aomori
Maçã de Aomori

Enfim chegamos na baía de Aomori. Estava um pouco nublado em direção ao mar, então não dava pra ver nitidamente, mas na própria música fala da névoa então acho que é assim mesmo. A paisagem era bem bonita com o branco da neve e o azul do mar contrastando com o amarelo vivo do barco Hakkodamaru, que atualmente funciona como um museu. Antigamente só era possível ir para Hokkaido de barco e na música a cantora também embarca na balsa para voltar pra casa. Hoje em dia existe um túnel de trem que passa por debaixo d'água para ligar Aomori e Hokkaido e foi assim que nós fomos para a próxima cidade.

Caminho para a baía de Aomori
Baía de Aomori
Paisagem de Inverno do Estreito de Tsugaru
Barco Hakkodamaru


A Província Mais ao Norte do Japão

Para a nossa sorte, em 2016, o shinkansen (trem-bala) passou a fazer também o trajeto entre as estações de Shin-Aomori a Shin-Hakodate, então nossa viagem foi bem mais rápida do que teria sido com trens normais. Escolhemos a cidade portuária de Hakodate para representar a província de Hokkaido em nossa viagem porque, infelizmente a capital, Sapporo, era muito longe e também por causa dos pontos turísticos históricos da cidade de Hakodate.

Estação de Shin-Hakodate

O primeiro lugar que visitamos, depois de uma longa caminhada, foi o Goryokaku, uma fortaleza em formato de estrela construída para defender a cidade de possíveis invasões. Mas ela ficou famosa mesmo alguns anos mais tarde, quando serviu de palco para a última batalha da guerra civil entre os apoiadores do Shogunato Tokugawa e os apoiadores da restauração do Imperador Meiji, onde Hijikata Toshizou, o famoso vice-comandante do Shinsengumi (tropa de samurais que serviam ao shogunato) foi morto. Para ter uma visão melhor da fortaleza, fomos ainda na Torre Goryokaku, um observatório e museu. Lá, além de ter uma vista linda da cidade, tinha várias miniaturas contando a história da fortaleza e até algumas estátuas do Hijikata. 

Fortaleza Goryokaku e Torre Goryokaku ao fundo
Antigo escritório de magistratura no centro da fortaleza
Maquete da Fortaleza Goryokaku
Planejamento da construção da fortaleza
Hijikata partindo para sua última batalha
Vista para a fortaleza Goryokaku
Vista em direção às montanhas
Vista em direção ao mar
Estátua do Hijikata Toshizou

Por ser uma cidade portuária, Hakodate também recebeu muitos estrangeiros e a nossa próxima parada era o distrito onde ficavam as residências deles. O meu irmão ficou só tirando fotos da parte externa dos prédios, mas eu resolvi entrar em um deles e escolhi o Antigo Hall Público de Hakodate, um prédio grande e vistoso que recebia convidados especiais da cidade. No seu interior haviam várias salas e quartos decorados com móveis ocidentais e no segundo andar tinha um grande salão de festas com uma vista linda da cidade. Antes de reencontrar o meu irmão, eu ainda encontrei um gatinho gordo e carente que ficava miando pra mim.

Antigo Hall Público de Hakodate
Sala de estar
Banheiro
Quarto
Camarim
Salão de festas e concertos
Piano
Vista da sacada
Vista da sacada
Gatinho gordo

Nós ainda pretendíamos visitar o Monte Hakodate, que também tinha uma vista bem bonita da cidade, mas onde nós estávamos já ventava tanto que nós quase éramos derrubados pelo vento, então, por segurança, achamos melhor não ir para um lugar ainda mais alto. Como a viagem de volta à Tokyo seria bem longa (em torno de 5h), resolvemos voltar mais cedo. No caminho de volta ainda encontramos uma estátua de outro samurai famoso, dessa vez um que lutava contra o shogunato, o Sakamoto Ryoma! Eu, fã de samurais e espadas, fiquei muito feliz, porque num mesmo dia encontrei dois samurais famosos cujas espadas estão presentes no meu adorado jogo Touken Ranbu.

Estátua do Sakamoto Ryoma
Mutsunokami Yoshiyuki (espada do Sakamoto) e Izuminokami Kanesada e Horikawa Kunihiro (espadas do Hijikata)

Esse foi o dia de Aomori e Hakodate! Já tinham ouvido falar no Hijikata Toshizou e no Sakamoto Ryoma?
No próximo dia teremos, finalmente, Tokyo! E ainda: Comiket, o maior evento otaku do mundo!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.