domingo, 4 de junho de 2017

14º dia - Hikone e Matsumoto: Castelos e Correria

Olá!
Este é 14º dia da viagem ao Japão que eu e meu irmão realizamos no final do ano passado. Nesse dia visitamos as cidades de Hikone e Matsumoto, ambas com castelos originais bem conservados. As duas são bem distantes uma da outra e meio difíceis de chegar então nesse dia passamos um bom tempo em trens e corremos bastante. No final dia fomos num show de J-Rock e voltamos bem tarde para nossa última noite no apartamento de Osaka.


23 de Dezembro de 2016, Sexta-feira

Castelo de Hikone e Jardim Genkyuen

Pegamos dois trens para chegar na pequena cidade de Hikone às margens do Lago Biwa, o maior lago do Japão (e pra quem joga Pokemon, é o lago que inspirou o Lake of Rage, onde é possível capturar um Gyarados vermelho). Nós decidimos ir na cidade não por causa de Pokemon, mas por causa do Castelo de Hikone, que é um dos 4 castelos japoneses designados como tesouros nacionais, junto com o de Himeji (que nós visitamos no dia anterior), o de Matsumoto (que visitaríamos ainda nesse dia), o de Inuyama (que visitamos alguns dias atrás) e o de Matsue (o único desses 4 que não visitamos). Chegamos na cidade e tinha pouquíssimo movimento, talvez por ser de manhã cedo. Ao sair da estação nos deparamos com uma estátua bem legal do general do período Sengoku, Ii Naomasa, uma figura histórica bem importante para a cidade. 

Estátua de Ii Naomasa

Continuamos caminhando até chegarmos no castelo. Lá fomos super bem recebidos por pessoas muito sorridentes dando bom dia. Acho que não é comum turistas ocidentais visitarem essa pequena cidade, por isso pareciam bem felizes em nos ver ali. A torre principal é pequena em comparação a outros castelos que visitamos, mas além dela tinha várias muralhas, portões, pontes e torres de guarda, tudo original, então valeu muito à pena. 

Entrada do Castelo de Hikone
Cisnes no fosso do castelo
Longa escadaria onde funcionários muito simpáticos nos davam bom dia
Final da escadaria
Ponte e Torre de Vigia Tenbin Yagura
Torre de Vigia Tenbin Yagura
Dentro da Torre de Vigia
Portão e Torre de Vigia Taikomon Yagura
Torre Principal
Torre Principal

A parte interna do castelo servia de museu da cidade e, mesmo ele sendo pequeno, a vista era muito bonita, porque ficava no alto de um morro. Dava pra ver desde as árvores que cercavam o castelo, até a cidade e o Lago Biwa. Descemos a lomba do castelo e fomos no Jardim Genkyuen, que era ao lado. Não esperávamos muito desse jardim, porque era pequeno, mas até que ele tinha uma vista bem legal do castelo, mesmo com o tempo nublado que fazia. 

Vista para a cidade do alto da Torre Principal
Vista para o Jardim Genkyuen e o Lago Biwa
Caminho para o Jardim Genkyuen
Jardim Genkyuen
Jardim Genkyuen
Garças no lago do Jardim Genkyuen
Jardim Genkyuen
Jardim Genkyuen
Castelo visto do Jardim Genkyuen

Ekiben e Castelo de Matsumoto

Pegamos dois trens até a estação de Nagoya e de lá ainda teríamos uma longa viagem até a cidade de Matsumoto, então compramos dois Ekiben para o nosso almoço. "Eki" significa estação e "ben" é de "bento" que significa marmita, então é uma marmita vendida nas estações para ser comida dentro dos trens por quem não tem tempo para parar em algum lugar para comer, tipo a gente. As que nós escolhemos tinham arroz, frango, camarão, ovo, legumes e mais outras coisas que não faço ideia do que eram. No início tava gostoso até, mas depois ia ficando meio sem graça, fora que a comida era fria. Foi uma experiência legal, mas não compraríamos de novo.

Ekiben

Depois de umas 4h de trens, chegamos na cidade de Matsumoto. Ela se localiza entre as montanhas, então estava bem frio e, assim como em Hikone, também estava nublado. Caminhamos até o Castelo de Matsumoto e externamente foi um dos mais bonitos que nós vimos. Era quase todo preto, com alguns detalhes em branco e uma sacada e uma ponte vermelhas. Estava bem movimentado, cheio de turistas, o que deixou meu irmão surpreso, porque a cidade era bem longe, mas eu já esperava isso, porque esse castelo é bem famoso. Antes de nós entrarmos, começou a chover. Isso somado à grande quantidade de pessoas dificultou um pouco para tirarmos fotos.

Castelo de Matsumoto
Castelo de Matsumoto
Portão Kuromon
Castelo de Matsumoto
Dois fenômenos raros na saída do castelo: um arco-íris e um ninja

Show da banda SuG

Saímos com um pouco de pressa da minha parte, porque nosso próximo compromisso era ir no show da banda SuG, uma banda de j-rock que eu gosto desde 2008. Eles estavam fazendo uma turnê pelo Japão chamada SuG VersuS 2016 Extra, em que eles faziam dois shows por semana, um com um estilo mais dark e o outro com estilo mais alegre e mediam e comparavam o barulho que as pessoas faziam em cada um, por isso Versus. Coincidentemente teria um show em Matsumoto bem no dia em íamos visitar a cidade, por isso, ainda no Brasil, nós compramos ingressos. Ficamos com o show de estilo mais alegre.

Poster da Turnê


Chegamos na casa de shows chamada ALECX e ainda tinha pouca gente. Era no subsolo de um prédio e não era muito grande. Meu irmão foi levar as nossas coisas pra guardar em algum armário na estação, pois atrapalhariam durante o show. Eu fiquei ali observando o movimento das pessoas chegando e todos eram muito estilosos. Eu percebia que quando me viam, havia um certo estranhamento, afinal eu era a única ocidental ali, mas como eu não gosto de chamar atenção, fiquei quietinha na minha, esperando o meu irmão. Enquanto isso, a fila era super bem organizada, mesmo sendo um show em que as pessoas ficariam de pé. Iam organizando de acordo com o número da ordem de compra do ingresso, por isso ficamos mais trás, já que demoramos pra comprar. Meu irmão chegou e não muito tempo depois, nós entramos. Antes de entrar, tinha que pagar um ticket pra bebida. Nós não entendemos direito e dissemos que não queríamos, mas era obrigatório pagar aquilo para entrar. No final até que foi útil. 

Casa de Shows ALECX

Ficamos na lateral direita, bem pra trás, mas como o lugar era muito pequeno, ainda era bem perto. O show começou e foi maravilhoso do início ao fim. Os japoneses me surpreenderam com a organização em que pulavam e faziam gestos sincronizados com as mãos. Nas músicas lentas, silêncio total, o que eu acho meio triste, porque adoro cantar junto. Mas foi muito muito divertido, além das músicas mais novas, cantaram várias músicas antigas que eu adoro. Como eu já comentei antes, no Japão é proibido tirar fotos em shows, então procurei na internet algumas pra postar aqui e também um vídeo. Não achei nenhuma foto do show em Matsumoto, mas achei outras da mesma turnê, que já servem pra ilustrar:







O show acabou, eu peguei uma água com meu ticket e nós saímos correndo pra estação! Tínhamos que pegar nossas coisas no armário e ainda pegar 2 trens pra chegar até Osaka e um deles seria o último da noite. No fim deu tudo certo e nós chegamos no apartamento, ainda sem luz e sem satisfações, um saco, mas não importava mais, porque no dia seguinte iríamos para o apartamento de Tokyo!

Esse foi o dia de Hikone e Matsumoto e o último dia no apartamento em Osaka! Qual dos castelos vocês mais gostaram?
No próximo post eu vou contar como foi nossa véspera de Natal em Tokyo! Até!~

2 comentários:

  1. Eu não conhecia a banda, agora ja gostei do som vou procurar mais musicas dela.
    Ate´agora meu favorito são os jardins, não meu castelo favorito foi o de Himeji.
    Bjs boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Eu acabei de postar mais uma música deles, dá uma olhada depois! :3
      Haha, você adora os jardins né? O de Himeji não tem comparação mesmo, é o mais completo.
      Beijos~

      Excluir